quinta-feira, 18 de maio de 2017

Prefeitura de Vargem Grande realiza caminhada da campanha Faça Bonito

Na manhã desta quinta-feira, 18 de maio, foi realizada uma linda caminhada em Vargem Grande com o intuito de chamar atenção da população para casos alarmantes de exploração e abuso sexual contra crianças e adolescentes. A caminhada faz parte da campanha Faça Bonito. Duas palavras simples, mas com um grande objetivo.

A caminhada contou com a presença do prefeito Carlinhos Barros, da primeira-dama e secretária de Assistência Social Olene Barros, de secretários, de vereadores, de professores, de gestores escolares, de pais, de alunos e demais membros da sociedade civil organizada. Alguns alunos usavam fantasias, outros percorriam com balões, faixas e cartazes. As crianças, mesmo pequenas e com um jeito inocente, já compreendem o objetivo da campanha.

A secretária Olene Barros tem um importante papel na defesa dos direitos de crianças e de adolescentes, mas segundo ela, o fato de ser mãe aumenta ainda mais sua responsabilidade. Já Josely Portela, uma das organizadoras do projeto e coordenadora do CREAS, ao fazer uso da palavra, deu ênfase ao projeto e explicou que ele é resultado de um crime em 1973, o caso Araceli.

O prefeito Carlinhos Barros, que fez questão de caminhar junto com a comunidade para combater o abuso e a exploração sexual, estava rodeado de crianças demostrando seu carinho e cuidado por elas. O prefeito também falou da responsabilidade da gestão na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.



MOBILIZAÇÃO PARA A DATA.

O dia 18 de maio foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (CEDECA/BA), representante oficial do Ecpat, organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O encontro reuniu entidades de todo o país. Foi nessa oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

De autoria da então deputada federal Rita Camata (PMDB/ES) - presidente da Frente Parlamentar pela Criança e Adolescente do Congresso Nacional -, o projeto foi sancionado em maio de 2000.

Desde então, a sociedade civil em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes promovem atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis.



Nenhum comentário:

Postar um comentário